+55 (11) 3031-1619

Ezine: 02) Agosto/2016: De onde vem suas crenças?

DE ONDE VEM SUAS CRENÇAS?

Judy Williamson -

(Diretora da Napoleon Hill World Learning Center at Purdue University Calumet, Hammond, Indiana )

 

Pensamento preciso é uma técnica que se aprende.  Você não nasce com ela.  Para se pensar com precisão, você precisa fazer uma tentativa séria no campo da autodisciplina e do autodomínio a fim de cultivar o caráter de objetividade.  Isto é muito mais fácil de falar do que de fazer.  Nossa casa, cultura, vizinhança, religião, estado, nação, continente, sistema político etc., pode e limita nossa objetividade e assim nossa habilidade de pensar precisamente.  Às vezes nós não conseguimos enxergar através das arvores!  As arvores são os nossos vícios aprendidos, sejam bons ou maus, e a floresta é a área neutra que está alem das nossas diferenças aprendidas.  E isto não é muito fácil de discernir.

Considere as crenças que você “possui”.  De onde essas crenças vêm?  Geralmente são pegas de nossos pais, nossos modelos, professores e outras pessoas que estão à nossa volta.  Mas, essas crenças podem fazer com que coloquemos certas lentes quando percebemos o mundo.  Através destas lentes as coisas ou parecem em foco ou distorcidas, mas a verdade é que essa coisa que estamos vendo não muda, quem muda somos nós.  Por exemplo, o mundo é uma chapa quente de assuntos que as pessoas julgam como sendo corretos ou incorretos, bons ou maus.  Apenas para um exercício mental, pense em algo que você não acredita porque vai contra o seu sistema de crenças.  Agora, pegue este tópico e crie um argumento para apoiar este assunto.  Force-se a enxergar o lado oposto e adote o papel do apoiador que você era antes, quando estava do outro lado do muro.  Você está tentando criar uma dissonância cognitiva.  Talvez através desta atividade, você consiga ajustar seu ponto de vista em algumas situações e quem sabe ate seu sistema de crenças.  Da mesma forma, você pode fazer este mesmo exercício com relação a algo de que você tenha certeza que seu ponto de vista é o correto.  Seja o advogado do diabo e discuta pelo lado oposto ao que está acostumado.

Quando suas opiniões são chacoalhadas, sua vida começa a mudar.  A vida muda conforme crescemos para alem do nosso antigo sistema de crenças.  Pensar com precisão nos ajuda neste processo.  Decida considerar o ponto de vista de outra pessoa, concordando ou não no final, seu mundo expandirá.

Seja Seu Melhor Sempre,

Judy Williamson